differenceengineer






On the Natural History and Evolution of the Romans

Gives 700 Reddit Coins and a month of r/lounge access and ad-free browsing.

Thank you stranger. Shows the award.

When you come across a feel-good thing.

A glowing commendation for all to see

A glittering stamp for a feel-good thing

When an upvote just isn't enough, smash the Rocket Like.

Shows the Silver Award... and that's it.

Gives 100 Reddit Coins and a week of r/lounge access and ad-free browsing.

Stop, chill, relax

I'm in this with you.

A golden splash of respect

Boldly go where we haven't been in a long, long time.

*Lowers face into palm*






















  1. HIV is a champion of evading antivirals for sure. The things is we use combination cocktails of antivirals for HIV and these kinds of therapies only really started working once we got a combination of atleast 3 antivirals going. Using just one or two you got resistance pretty quick in the person receiving the therapy, so it eluded antivirals at the individual level (not even population level). In fact usually they actually have to sequence the particular HIV you are infected with and compare it to a database to select the appropriate antiretroviral therapy.

  2. The Pfizer treatment is a cocktail. We’ll see in a month or two if it works in real life.

  3. It’s a combination of ritonavir and one Sars-Cov-2 specific protease inhibitor that Pfizer developed. Ritonavir on it’s own, IIRC has no specific activity versus SARS-Cov-2 rather it’s used to inhibit the metabolization of other protease inhibitors it’s given in combination. The whole thing is just targeting one of the components of SARS-Cov-2.

  4. Infelizmente Peter Mcllough defende muita merda:

  5. O mais idiota é estes gajos acharem achar que as grandes farmaceuticas seriam incapazes de fazer milhares de milhões com a Ivermectin se realmente se comprovasse que é útil contra o Sars-Cov-2.

  6. As referencias para "The indicated biological mechanism of IVM, competitive binding with SARS-CoV-2 spike protein, is likely non-epitope specific, possibly yielding full efficacy against emerging viral mutant strains. " são:

  7. This isn't a sarbecovirus though, as MERS is on another subgenus of the betacoronavirus genus. Not sure how feasible it is to have a vaccine for all these betacoronaviruses.

  8. How do you know it was due to COVID ? How do you know those lymphocytes are specifically primed to Sars-Cov-2 ? Your personal anecdote has no bearing on the discussion.

  9. The problem is comparing your bloodwork to a paper that uses a specific assay that measures T-cell responses against a specific viral protein of Sars-Cov-2 and concluding that the numbers must mean the vaccines induce no T-cell responses, which is blatantly false, while also providing no other supporting evidence of your reasoning in a scientific subreddit.

  10. Have we even seen SARS-CoV-2 infecting mice in the wild? We have data for wild deer and feral cats but mice?

  11. Pois, mas não dá tanto jeito para abrir telejornais. Espreme-se a ladainha dos casos como se estivéssemos em Março de 2020 e perpetua-se a ideia falaciosa de que podem algum dia chegar a zero ou quase zero, o que, como outras doenças respiratórias de contágio rápido, é impossível. Todo este problema está a ser abordado da forma errada, mas não é só aqui, é no mundo todo.

  12. Ainda mais se olharmos para a quantidade ridícula de testes que estamos a fazer agora. Estamos a fazer tantos testes como a Alemanha mas eles têm uma taxa de positivos de 20% e nós 3%.

  13. A vacina que os negacionas querem: vai levar 9 anos invés de 9 meses a ser desenvolvida.

  14. Thank you, that explains it perfectly!! Super interesting that the RTC could be a viable target. Would something like the RTC be better as a protein subunit vaccine or produced by mRNA in a similar fashion to the spike?

  15. The role of Tcells is more in controlling infections and preventing their uncontrollable spread. They don't have as much of a role in preventing them from occurring in the first place because as you can see, cells need to be infected in the first place. However they are very important as with Tcells you'd see a lot more abortive infections (i.e., cells which are infected being destroyed before they can produce a lot of new virus particles). They are also supremely important in clearing the infection from your body.

  16. But isn't that exactly what was said in the reports coming out of South Africa, where the vaccination rate is in the 20% range?

  17. Apparently most cases were people who had been infected with Delta earlier, so they had prior immunity. Seroprevalence is pretty high in some parts of South Africa.

  18. I missed that. Got a link?

  19. The quote from the majority of cases being mild because they were on previously infected people I got it from Reuters, which can't be posted here.

  20. Can someone explain why the booster provides a different fold reduction in neutralization of V.O.Cs rather than the same difference but at a greater absolute magnitude? How does an additional exposure to the same antigen trigger an increased breadth in the immune response rather than just magnitude? Is this a characterized phenomenon?

  21. Our immune systems evolved in the context of viruses having variants, Sars-Cov-2 is not new in this. So when we create antibodies when we are exposed to an antigen we make lots of different kinds. Anthropomorphizing a bit, our immune systems are clever and try to anticipate variants.

  22. É o mesmo stress de sempre. Sabemos agora os efeitos de 2 doses a 1 ano. Algums paises querem dar a 3a e 4a no espaço de 6 meses cada. Outros falam em 3 meses.

  23. A proteína spike é eliminada pelo teu sistema imunitário pois é estranha ao corpo humano. De resto a própria proteína tem um tempo de vida, sendo eventualmente degradada por enzimas celulares como todas as proteínas. Como é um processo biológico obviamente o que as experiências demonstram é que não a consegues detetar após umas semanas.

  24. To have this data suggest that ADE was a possibility you'd have to start seeing serious disease among the vaccinated or previously infected at higher rates than the immune naive.

  25. Até podia ser a Madre Teresa de Calcutá e o Papa a dizer que continua a não ser assim que isso funciona.

  26. Se se propagasse pelo ar, provavelmente já estaria resolvido. O problema foi mesmo esse: ser uma doença sexualmente transmissível com todo o estigma associado. Demorou-se anos a reconhecê-lo e a haver uma preocupação. Espalhou-se e ninguém queria saber.

  27. É uma história bastante interessante. Por análise filogenética, estima-se que o HIV-1 tenha sido introduzido na África central como spillover de chimpanzés (ou gorilas) para humanos nos anos 20 do século XX, ou talvez tão cedo como 1910 derivados de um vírus semelhante nos chimpanzés o SIVcpz (e os chimpanzés provavelmente apanham este vírus de outro macaco que caçam e comem que também tem este tipo de vírus).

  28. Um dos principais bloqueios na vacina e cura para o hiv é precisamente o tempo em que o vírus andou a circular o que levou ao aparecimento de novas estirpes. A dificuldade é encontrar algo que resulte em TODAS as estirpes. No caso do covid, a minha opinião é ambígua: teria sido mais fácil se os chalupas e os teimosos cumprissem logo as regras, o vírus não se teria propagado tanto e não teríamos o aparecimento de novas estirpes. Por outro lado, vamos ser realistas, há sítios onde simplesmente o confinamento é impossível, como a Índia e países subdesenvolvidos e sobrepopulados.

  29. O vírus HIV-1 é um vírus terrível. Porque tal como dizes tem imensas estirpes mas não é só isso. Tem um threshold de mutação incrivelmente alto, tipo a gripe (e aparentemente o Sars-Cov-2) conseguem ter escape antigénico ao nível de uma população em meses. O HIV-1 faz isso num indíviduo em dias, ou seja, fazes anticorpos contra o HIV-1, quando eles estão prontos já o virus mutou o suficiente para que esses anticorpos não funcionem.

  30. I was wondering about this blurb from one of the recent UK surveillance reports: "N antibody levels lower in individuals who acquire infection following vaccination"

  31. It's not really known. They likely aren't as important as the spike, as the N protein is tucked away inside the membrane of the virus. It's not on the virus surface so antibodies to it cannot really block attachment and entry of the virus to cells.

  32. As células T mediam a imunidade celular, ou seja a imunidade que não envolve anticorpos, através da ativação e controlo de fagócitos, processos, proteínas sinalizantes para controlar vários processos do sistema imunitário e células T que reconhecem células infetadas pelo vírus e as matam. São fundamentais para controlar infecções, erradica-las e controlar a reacção do sistema imunitário. No contexto de infecção pelo Sars-Cov-2 acredita-se que são importantíssimas na protecção contra doença.

  33. Ou seja, o ponto principal na obrigatoriedades das vacinas é a garantir a presença de anti-corpos constantemente para diminuir o vírus em circulação na comunidade, evitando o delay entre a resposta das células B e a produção dos novos anticorpos para garantir que existe o mínimo de vírus possivel em circulação, e assim diminuir o numero de mortes que mesmo com a vacina poderiam vir a acontecer em pessoas muito debilitadas.

  34. A única possível questão é se o booster pode garantir uma maior longevidade da imunidade, ou seja protecção contra doença. Até agora não temos dados que isso esteja a acontecer.

  35. Eu já não respondia a mensagens de trabalho nas folgas. Agora deixo as mensagens em "lida" até à minha hora de entrar.

  36. Gostava que mais gente fosse ler isto e compreendesse que andar a falar de protecção contra infecção é a longo prazo irrelevante:

  37. https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-01-08-Ministerio-da-Saude-esclarece-que-estao-a-ser-retiradas-6-doses-por-frasco-da-vacina-da-Pfizer

  38. n vale a pena estar com muitas investigações, qd a vacina estiver pronta e com testes feitos depois falamos. Até lá isto são meras suposições baseados em testes não terminados.

  39. Concordo, o importante é vacinar mais gente possível. A vacina de Salk para polio nos anos 50, que tinha uma eficácia de 60% para um dos serotipos da poliomielite e não impedia transmissão teve um impacto brutal na doença, simplesmente porque as crianças a tomaram.

  40. Certamente, a resultar, mesmo que com eficácia inferior às vacinas mrna, a facilidade de administração é uma vantagem enorme para reforçar a resposta imunitária sem ter que depender de infraestrutura especializada, como agora, para a administração de injectáveis. My 2 cents

  41. Sim sem dúvida e acho que faz mais sentido como "booster". Eu pessoalmente quero ver os resultados da Codagenix, que se trata de uma vacina intranasal que usa um vírus atenuado.

  42. Naquele fatídico dia em que estive com a tua mãe, agarrei-lhe na cabeça como quem leva uma criança a comer o que está no prato e trouxe-a junto ao meu pénis duro e tenso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Author: admin